DMX

DMX, nome artístico de Earl Simmons (Mount Vernon, 18 de dezembro de 1970), é um rapper americano. Também é conhecido como Dark Man X. Surgiu depois da morte dos grandes rappers 2Pac e The Notorious B.I.G.. DMX já vendeu 30 Milhões de álbuns.

DMX nasceu em Mount Vernon. Ele é o filho de Joe Barker e Arnett Simmons. Sua mãe estava grávida dele quando tinha 19 anos e teve uma filha dois anos antes com outro homem. Ele foi criado como testemunha de Jeová em Yonkers, uma cidade ao norte de Nova Iorque. Apesar de terem o mesmo sobrenome ele não é o primo de Russell Simmons, o co-fundador da gravadora que lançou seu primeiro álbum de estúdio. Ele passou muito tempo nas ruas cometendo crimes. Porém, ele considerou o hip-hop como uma saída para os seus tempos difíceis, já que ele gostava de beatbox, pick-ups e eventualmente rap. Ele passou muito de sua adolescência dentro e fora da cadeia.

Em 1984, ele começou a fazer beatbox. DMX era o beatboxer e seu parceiro Ready Ron era o rapper. Em 1991, Gabriel Grevenstuk da revista The Source o elogiou na sua coluna “Unsigned Hype”, que destacava artistas de hip hop sem contrato com nenhuma gravadora. Na matéria ele apareceu como DMX The Great. Depois, ele assinou com a subsidiária da Columbia Records Ruff House em 1992, sob aquela gravadora ele lançou seu single de estreia Born Loser, mas não teve sucesso algum. Porém, Ruffhouse promovia muitos outros artistas em seu catálogo do que DMX e acabou concordando em liberá-lo de seu contrato. Em 1994, ele lançou um segundo single, “Make a Move”. Em 1997, ele foi convidado a cantar em “4, 3, 2, 1″ de LL Cool J. Mais adiante foi convidado a cantar em “24 Hours to Live” e “Take What’s Yours”, de Mase, e “Money, Power & Respect” do The Lox, que criaram uma agitação ainda maior. DMX também fez uma aparição no vídeo clipe de “Makes No Difference”, da banda Sum 41.

Em 1998, DMX lançou seu primeiro grande single sob a Def Jam Recordings, Get at Me Dog, que foi certificado como ouro pela RIAA. Seu primeiro álbum sob uma grande gravadora, It’s Dark and Hell Is Hot, que incluía o single Ruff Ryders Anthem, foi lançado em maio de 1998 e estreou no primeiro lugar da Billboard 200 nos EUA. O disco deu a Simmons várias comparações a Tupac Shakur e vendeu mais de quatro milhões de cópias. Mais tarde em dezembro daquele ano, DMX lançou seu segundo álbum, Flesh of My Flesh, Blood of My Blood. Esse também entrou nas paradas em primeiro lugar (e ficou lá por 3 semanas consecutivas) com 670,000 cópias vendidas somente na primeira semana. O álbum foi eventualmente certificado como platina tripla. DMX foi o segundo rapper a ter dois álbuns lançados no mesmo ano estreando no topo da Billboard 200, o primeiro sendo Tupac Shakur.

Client:DMX

Date : 22 de março de 2015

Link : Contrate este Talento...